Investir em imóveis é sempre uma opção segura e rentável. Segundo a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias, o investimento em imóveis rendeu em média 15,3% ao ano entre 2009 e 2019.

E neste momento de pandemia no Brasil, o momento se mostra ainda mais propício. O principal fator? A queda da taxa básica de juros (SELIC) a um nível ainda muito baixo.  Por isso, é importante a sua imobiliária ficar atenta a este cenário e contar com as melhores tecnologias do mercado para aproveitar este bom momento.

Com a queda no juros, os Bancos voltaram a oferecer linhas de crédito para financiamento imobiliário com boas opções de pagamento. Além disso, o mercado imobiliário ainda está com um número considerável de boas ofertas, especialmente aquelas que atendem à nova demanda de proprietários buscando imóveis com mais cômodos para o trabalho home office – que agora virou uma necessidade.

É claro que o cenário da pandemia e de instabilidade da economia brasileiras e mundial podem trazer dúvidas na hora de investir, ainda mais em um imóvel que possui um ticket médio bem alto e não é um ativo com tanta liquidez.

Mas independente se o cliente da sua imobiliária está pensando em investir em um imóvel para alugar e gerar renda passiva ou se pretende se mudar para um novo imóvel e está cogitando a possibilidade de comprar e não alugar, esse pode ser o melhor momento dos últimos anos.

Pandemia gerou novas necessidades

Muita gente se viu na necessidade de se mudar para um imóvel maior por conta da pandemia. Trabalhar de casa exigia mais espaço e estar em casa muito tempo também acabou criando novas necessidades, como uma varanda em um apartamento ou um quintal maior nas casas.

Faz sentido então investir na compra de um novo imóvel – de preferência observando os tipos de imóveis mais procurados durante a pandemia. Isso vale para o investidor que vive de aluguel e prefere escolher opções com mais saída na hora de vender, ou para quem quer comprar seu primeiro imóvel e não quer fazer uma escolha da qual se arrependerá.

Varandas gourmet com churrasqueira integrada; gramado no quintal; uma sacada maior; piscina na casa, 1 ou 2 cômodos a mais, 1 cômodo com isolamento acústico. São inúmeras as opções de melhorias para o imóvel e que fazem diferença nessa nova realidade que vivemos com a pandemia.

Comprar um imóvel para morar também é um bom negócio

Os menores juros dos últimos anos motivaram as instituições bancárias a oferecer novamente financiamentos imobiliários com taxas de juros bem atrativas. Em outras palavras, comprar um imóvel próprio também é um bom negócio.

De qualquer forma, a compra desse bem precisa ser feita com toda a cautela, pois existe uma série de detalhes a serem estudados na hora de fechar o contrato de financiamento imobiliário além da taxa de juros.

É preciso analisar a disponibilidade financeira da família, já que o financiamento imobiliário consome boa parte da renda familiar por um longo prazo. Isso precisa ser avaliado também no longo prazo.

É lógico que não dá para adivinhar como a vida estará em 5 anos, mas é possível olhar para os próximos anos e estudar como o seu setor vai se comportar diante da pandemia se estendendo por mais um ano pelo menos, e como os próximos anos impactarão a economia global e brasileira.

Conte sempre com o House Viewer 360º para ficar por dentro das principais novidades do mercado imobiliário. Em breve, a gente volta com mais novidades para você!

× Fale Conosco (16) 99640-1566