Para entender como aproveitar a taxa de juros baixa para vender imóveis, é preciso primeiro entender o que é a taxa de juros Selic. Bom, a Selic é a taxa básica de juros do país e é definida pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central juntamente com o Governo Federal.

Ela funciona como uma ferramenta para tentar regular a inflação econômica em níveis aceitáveis. De modo geral, se a inflação está alta, o Banco Central sobe os juros para reduzir o consumo e forçar os preços a cair. O mesmo acontece quando a inflação está baixa. O Banco Central tenta estimular o consumo derrubando as taxas de juros.

É importante saber o que é a Selic e como ela age na economia, já que a Selic influencia absolutamente todas as outras taxas de juros do país como as taxas de juros de empréstimos, financiamentos e aplicações financeiras.

Isso significa que as variações da taxa Selic afetam diretamente o mercado imobiliário. Por isso o cenário há alguns anos era de desvalorização imobiliária, tanto de imóveis já construídos quanto de imóveis na planta, por que a taxa de juros estava nas alturas.

Com os novos Governos trabalhando forte para diminuir a taxa de juros e estabilizar novamente a economia, os preços imobiliários começaram a se equalizar, mas ainda é possível encontrar boas oportunidades imobiliárias.

E isso é extremamente importante, pois os imóveis se tornaram uma boa opção de investimento agora que a taxa Selic atingiu uma mínima histórica em 2020. Antes a boa opção de investimento eram os fundos de renda fixa, agora são os imóveis.

Selic baixa é bom sinal para as imobiliárias

Como falamos, a Taxa Selic atingiu mínimas históricas em 2020. Com isso, as instituições bancárias passaram a oferecer os financiamentos imobiliários incrivelmente baratos. E vale ressaltar que a Caixa não foi a única que fez isso, mesmo em um cenário de pandemia, o que mostra que o mercado imobiliário tende a ganhar bastante fôlego nas negociações de compra e venda.

Para se ter ideia do efeito da Selic na possibilidade de novos negócios para o mercado imobiliário, a cada 1% a menos na taxa de juros de um financiamento imobiliário, cerca de 2,8 milhões de pessoas se tornam potenciais tomadoras de empréstimo imobiliário, isso segundo estimativas da Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias).

Como aproveitar a taxa de juros baixa para vender imóveis?

Bom, o cenário da pandemia trouxe incerteza para a maioria das famílias brasileiras, até mesmo as famílias com mais segurança econômica. Mesmo assim, especialistas apontam para o financiamento de um imóvel como uma boa opção de investimento, já que o crédito imobiliário atualmente é o mais barato da história.

Mas vale a pena ressaltar um ponto importante para os seus clientes interessados no financiamento: só entrem nessa se o financiamento não comprometer as reservas financeiras da família.

A dica prática para aproveitar a taxa de juros baixa é preparar materiais de vendas de imóveis explicando como essa queda nos juros pode ser positiva para um investimento em imóveis, preparar cálculos básicos de organização financeira para iniciar um empréstimo de crédito imobiliário e criar conteúdos nessa linha, para auxiliar seus clientes e prospects no processo de financiamento.

× Fale Conosco (16) 99640-1566